A história do Sevilla FC

Barça e Sevilla se enfrentam no domingo 21h CEST no quarto fim de semana de ação da Liga. Aqui está o resumo de uma equipe que não teve as melhores partidas na La Liga 2022/23.

DE ONDE ELES SÃO?

A magnífica cidade de Sevilha é a capital da província mais meridional do continente europeu, Andaluzia. É a casa do mundialmente famoso Alcazar palácio, e tipifica muito a Espanha ‘real’ do flamenco, touradas e temperaturas muito quentes.

HISTÓRIA

FC Barcelona v Sevilha é um encontro de dois dos clubes mais antigos da La Liga. Fundado em 1899, o Barça foi durante muitos anos considerado o mais velho dos dois, mas UEFA e FIFA recentemente endossaram a afirmação de que o Sevilla Football Club oficialmente registrado em 1905 era, para todos os efeitos e propósitos, uma continuação do clube de mesmo nome criado por expatriados britânicos em 1890.

O Sevilla só venceu a La Liga uma vez, e isso foi em 1946, e na última década, com um recorde de seis Taças UEFA/Liga Europa (2006, 2007, 2014, 2015, 2016 e 2020) foi o período de maior sucesso de todos os tempos.

ESTÁDIO

Concluída em 1955 e batizada com o nome de um antigo presidente de clube, a Ramón Sánchez Pizjuán foi o palco de um dos dias mais sombrios da história do Barça. O Barça era o favorito esmagador para vencer Steaua Bucareste na final da Copa da Europa, disputada aqui em 1986, mas acabou perdendo nos pênaltis após um terrível empate em 0 a 0.

Muitas vezes apelidado de ‘La Bombonera de Nervión’, comparando-o com o boca Juniors estádio, é o local favorito da seleção espanhola, onde ‘La Roja’ nunca perdeu.

2019-01-23 MIGUEL RUIZ OTRO SEVILLA-BARCELONA 03-Otimizado

CABEÇA A CABEÇA

Considerando que o Sevilla dos últimos anos é um dos mais fortes de todos os tempos, o Barça teve alguns resultados extraordinariamente bons contra eles.

Eles perderam apenas três vezes para os andaluzes em seus últimos 35 encontros em todas as competições.

Na La Liga, o Barça já está há 13 jogos sem perder para o Sevilla em casa ou fora. Os catalães venceram três dos últimos seis jogos da liga no Sánchez Pizjuáne os outros três jogos terminaram em empates.

Últimos dez encontros:
03/04/22 (LIGA) Barça 1 Sevilha 0
21/12/21 (LIGA) Sevilha 1 Barça 1
03/03/21 (C DEL REY) Barça 3 Sevilha 0
27/02/21 (LIGA) Sevilha 0 Barça 2
02/10/21 (C DEL REY) Sevilha 2 Barça 0
10/04/20 (LIGA) Barça 1 (Coutinho) Sevilha 1
19/06/20 (LIGA) Sevilha 0 Barça 0
10/06/19 (LIGA) Barça 4 (Suárez, Vidal, Dembélé, Messi) Sevilha 0
23/02/19 (LIGA) Sevilha 2 Barça 4 (Messi 3, Suárez)
30/01/19 (C DEL REY) Barça 6 Coutinho 2, Rakitic, S Roberto, Suárez, Messi) Sevilha 1

GUIA DE FORMULÁRIO

O Sevilla estava lutando pelo segundo lugar na temporada passada, que teria sido seu melhor resultado desde 1957, mas acabou tendo que se contentar com o quarto lugar. Isso foi o suficiente para garantir o futebol da Liga dos Campeões nesta temporada, onde enfrentarão Cidade de Manchester, Borussia Dortmund e FC Copenhague na fase de grupos.

As coisas não começaram da melhor maneira para o Sevilla. Perdeu apenas quatro jogos na última temporada do campeonato e em 2022/23 já perdeu dois. Osasuna, Real Valladolid e Almeria não deveria ter causado muitos problemas para um time como o Sevilla, mas seu único ponto até agora foi um empate em casa com o Valladolid (um time que o Barça venceu confortavelmente na semana seguinte).

OS JOGADORES

Ultimamente tem havido grandes mudanças no Sevilha. Claro, o zagueiro francês Jules Kounde está agora no Barça, enquanto o brasileiro Diego Carlos partiu para Aston Villa. Luuk de Jong voltou do empréstimo ao Barça, mas depois foi vendido ao PSV, e outro ex-blaugrana, Munirestá agora no Getafe.

Ludwig Augustinsson foi emprestado ao Aston Villa e Antônio Marcial ao Man United.

Novas aquisições incluem Marcão (Galatasaray), Tanguy Nianzou (Bayern de Munique), Isco (Real Madrid) e Adnan Januzay (Real Sociedad), enquanto Alex Telles e Kasper Dolberg foram emprestados do Man United e do Nice, respectivamente.

Internacionais mais internacionalizados
Ivan Rakitić (Croácia, 106), Jesus Corona (México, 71), Thomas Delaney (Dinamarca, 69), Jesús Navas (Espanha, 46), Nemanja Gudelj (Sérvia, 48), Youssef En-Nesyri (Marrocos, 48), Marcos Acuña (Argentina, 42), Yassine Bounou (Marrocos, 43), Isco (Espanha, 38), Erik Lamela (Argentina, 25), Marko Dmitrović (Sérvia, 19), Gonzalo Montiel (Argentina, 16), Adnan Januzaj (Bélgica, 15), Alejandro Gomez (Argentina, 14)

mini_2020-10-04 BARCELONA-SEVILHA 19

Conexões do Barça
meio-campista croata Ivan Rakitić (na foto acima) dispensa apresentações depois de fazer 200 jogos e conquistar muitos troféus no Barça. Depois de seis temporadas no Camp Nou, ele voltou ao seu antigo clube.
atacante Rafa Mir passou duas temporadas em La Masia quando jovem, mas foi em Valência, onde se tornou profissional, e em Huesca, onde se destacou antes de ingressar no Sevilla em 2021.

Artilheiros 2021/22 (todas as competições)
Rafa Mir (13), Lucas Ocampos (9), Ivan Rakitić (7)

O CHEFE

Julen Lopetegui foi goleiro do Barça de 1994 a 1997, mas fez apenas cinco jogos oficiais. Depois de vários anos a trabalhar com equipas juvenis internacionais espanholas, tornou-se treinador nacional em 2016 antes de ser demitido na preparação para o Copa do Mundo de 2018 depois de anunciar que estava assumindo o cargo no Real Madrid.

Após a vitória do Barça por 5 a 1 sobre o Real Madrid, ele foi removido de sua posição e começou seu novo papel no Sevilla em 2019, vencendo a Liga Europa em sua primeira temporada no comando.

LOPETEGUI

We wish to say thanks to the writer of this article for this outstanding web content

A história do Sevilla FC


Our social media profiles here and other pages on related topics here.https://topfut.com/related-pages/