Paris Saint-Germain 1-0 Brest: classificações dos jogadores como Neymar conquista PSG vitória não convincente

O Paris Saint-Germain conquistou uma vitória apertada por 1 x 0 em casa para o Brest na tarde de sábado, retornando ao topo da Ligue 1.

“Não podemos tirar o pé do acelerador”, declarou Christophe Galtier antes do jogo. No entanto, sua equipe mal encontrou o melhor, começando grogue antes de Neymar abrir a liderança aos 30 minutos. Os anfitriões desperdiçadores viram sua ameaça diminuir drasticamente após a marca da hora – assim como contra a Juventus no meio da semana.

Defendendo em profundidade durante a maior parte da partida, o Brest desestabilizou seus anfitriões na transição. Islam Slimani teve um pênalti no segundo tempo para empatar a partida defendida por Gianluigi Donnarumma, com o PSG segurando nervosamente os três pontos.

PSG tardiamente saiu de seu começo lento uma vez Lionel Messi pegou o volante. O craque argentino puxou as cordas do fundo, iniciando a jogada que viu seu voleio nítido e gol bloqueado por seu próprio companheiro de equipe, Kylian Mbappe.

Andando na ponta dos pés em um bolsão permanente de espaço, Messi pegou a posse de bola no círculo central, deslizando uma bola em que Neymar correu. Christophe Herelle ceifou o brasileiro, mas teve seu cartão vermelho anulado depois que uma análise do VAR revelou que Neymar estava impedido.

Neymar cronometrou sua corrida com perfeição alguns minutos depois. Correndo para o canal de espaço entre Herelle e Noah Fadiga à direita da zaga de Brest, que o PSG repetidamente acertou, Neymar derrubou o passe maravilhosamente arremessado de Messi com o pé direito antes de balançar a bota esquerda na bola, acertando a metade do canto inferior uma hora em.

Os líderes da liga desperdiçaram muitas chances de aumentar a vantagem antes do intervalo. Em uma inversão de papéis da vitória sobre a Juventus no meio da semana, Neymar recusou a opção de colocar Mbappé na frente do gol, encontrando Messi, que teve um chute fraco rejeitado enquanto estava desequilibrado.

A prodigalidade do PSG continuou após o intervalo. Messi se viu no final do delicado chip de Mbappé na área, cabeceando em câmera lenta para o poste. Mbappé irrompeu repetidamente na área, mas foi estranhamente contundente na ponta afiada do campo.

Os parisienses quase foram obrigados a pagar por seu desperdício quando Presnel Kimpembe desajeitadamente transportou Fadiga para o gramado dentro de sua própria área. Slimani tinha sido um espinho intermitente no jogo aberto, mas viu seu pênalti impressionantemente desviado por Donnarumma aos 71 minutos.

Kimpembe acabou sendo forçado a deixar o campo com lesão depois que o PSG fez todas as cinco substituições, deixando seu time com poucos funcionários durante uma conclusão arisca, já que a equipe da capital se preparou de forma pouco convincente para sua viagem pela Liga dos Campeões para o Maccabi Haifa no meio da semana.

FBL-FRA-LIGUE1-PSG-BREST

Neymar ficou à frente de Pauleta na lista de artilheiros de todos os tempos do PSG, ficando em quarto / FRANCK FIFE/GettyImages

GK: Gianluigi Donnarumma – 8/10 – Imperturbável pela corrida em câmera lenta de Slimani, Donnarumma usou todo o seu quadro de 6’5 para salvar o pênalti.

CB: Sérgio Ramos – 6/10 – Roaming para a frente do zagueiro, Ramos foi notavelmente legal – até mesmo arrogante às vezes – na bola.

CB: Danilo Pereira – 8/10 – Forneceu uma base sólida varrendo atrás da linha de fundo na ausência do capitão Marquinhos.

CB: Presnel Kimpembe – 3/10 – O capitão substituto foi socorrido por seu goleiro após uma lenta concessão de pênalti.

RWB: Achraf Hakimi – 5/10 – Sempre se oferecendo como uma opção, polvilhando os calcanhares com giz ele era tão largo.

CM: Marco Verratti – 4/10 – Muitas vezes desviava da bola quando o Brest montava ataques na transição e era pesado na posse de bola.

CM: Vitinha – 6/10 – O jogo do PSG tricotado com passes simples e seguros.

LWB: Juan Bernat – 7/10 – Constantemente pendurado no ombro da camisa vermelha mais profunda, ansioso para chegar ao final de um passe cortado invariavelmente arqueado por Messi.

AM: Lionel Messi – 9/10 – Passeando majestosamente pelo Parc des Princes, Messi estava no centro de tudo o que o PSG promissor criou.

ST: Kylian Mbappé – 6/10 – Relâmpago fora do alvo, Mbappé repetidamente explodiu atrás da linha de fundo do Brest, mas sem recompensa.

ST: Neymar – 8/10 – Ao lado de sua ameaça esperada para o ataque, Neymar foi diligente defensivamente – em um ponto ele correu da área de ataque para a sua própria para acabar com uma fuga do Brest.

SUB: Fabian Ruiz (63′ para Verratti) – 5/10

SUB: Hugo Ekitike (78′ para Neymar) – N/A

SUB: Pablo Sarabia (78′ para Mbappé) – N/A

SUB: Nuno Mendes (78′ para Bernat) – N/A

SUB: Marquinhos (87′ para Vitinha) – N/A

Gerente: Christophe Galtier – 7/10 – Se foi sua ideia penetrar no lado direito da defesa do Brest – identificando a incerteza entre dois jogadores que já haviam jogado 40 minutos um ao lado do outro – certamente deu frutos. Precisa trabalhar no afrouxamento da equipe.

Jogador do jogo – Lionel Messi

We want to say thanks to the author of this article for this outstanding web content

Paris Saint-Germain 1-0 Brest: classificações dos jogadores como Neymar conquista PSG vitória não convincente


Explore our social media accounts along with other pages related to themhttps://topfut.com/related-pages/